Arquivo de avião

Figurinhas tristes

Posted in Momentos Únicos with tags , , , on Setembro 10, 2008 by soniapessoa

Já tirei os pés de molho e já estou cheia de saudades de Londres… nem sei por onde começar… bem, talvez pelas figurinhas (tristes, diz a minha mais velha) que fiz à ida para lá!!

Convém explicar que todas as viagens que fiz na vida foram por meios terrestres (tirando quando fui a Angola com meia dúzia de meses de idade, o que não conta) e sempre tive muito medo dessas coisas que andam acima das nuvens e teimam em desafiar a lei da gravidade… ora lá fomos nós de malas e bagagens, que é o mesmo que dizer, de mochila às costas para o aeroporto do Porto. A hora aproximava-se e comecei a sentir, não borboletas, mas um formigueiro no estômago, a que eu chamo pânico, mas esforcei-me por manter a boa aparência, calma e feliz, que uma mãe responsável deve assumir nestas ocasiões…

Subimos para o avião, centímetro quadrado de espaço, e comecei a ponderar a hipótese de largar tudo e ir de férias para a Figueira que também não é mau de todo… enchi o peito, de leoa que sou, e disse de mim para mim: vamos lá a ganhar coragem que isto não dói nada! Por via das dúvidas o meu marido sentou-me ao lado da minha mais velha, que já andou de avião, e ele ficou com o mais novo que acusava também algum nervosismo. Aquela merda começa a andar… e amigos… tive um ataque de nervos que, em vez de me dar para chorar, deu-me para rir. Bem, não estais a ver a cena, eu ri, mas ri às gargalhadas (ainda que abafadas), as lágrimas caiam-me pela cara abaixo de tanto rir, a minha mais velha ria-se de me ver rir e foi um momento daqueles, tipo Kodac, que só não fotografei porque momentos destes não devem ser registados a bem da nossa sanidade mental! Pronto e sobre estas figurinhas tristes mais não falo, que fique apenas registado que na volta para além dos dez pais nossos e cinquenta avés marias que rezei, portei-me muito melhor!!

Foi assim que fiquei a perceber porque o Papa beijava o chão quando saia dos aviões… apeteceu-me fazer o mesmo…

Mas avancemos… não sem antes deixar aqui uma musiquinha, que por lá recordei, para barulhinho de fundo do muito que há para contar. No próximo post já estou em solo inglês e relaterei a experiência de verdadeiro extâse que vivi quando chegamos ao hotel…