1.O porquê deste blog

Porque me meti nesta coisa dos blogs?… é a pergunta que se impõe. Antes de mais considerações, porque o meu marido me moeu, literalmente, o juízo e eu acabei por ceder, poupando-nos assim a uma guerra conjugal. A ele lhe agradeço por ter acreditado em mim.
Em segundo lugar, porque pode ser uma forma de libertar alguma tristeza que sinto por não ter, até agora de outra forma, conseguido concretizar um projecto que abraço há algum tempo. Sempre gostei de escrever, do barulho das palavras, do remoinho das frases.  Tudo começou um dia, em que pela noite dentro, assistia, no meu confortável sofá, a um programa com o conhecido sexólogo, Dr. Júlio Machado Vaz, e a psicóloga Dra. Gabriela Moita. Ora isto foi há séculos. Falavam na altura, entre outros assuntos, sobre homossexualidade e houve uma frase que o Dr. Júlio Machado Vaz proferiu que despertou em mim a ideia de escrever um livro. Aliás a questão, que ele colocava, era mesmo a de que por que raio não existia ainda um livro infantil que abordasse a homossexualidade de forma a que este fosse um tema já normal, com que os mais novos se confrontassem e não os transformasse, mais tarde, em indivíduos xenófobos como tantos que por aí se passeiam.  
Isto passou-se há alguns anos, não me recordo bem quantos. Sei que nunca mais me esqueci disso. Durante largos meses amadureci a ideia e, em 2005, pus no papel o livro que há muito havia escrito dentro de mim.  
No fim, tive a certeza de ter feito algo importante, e tive pena de não o ter  feito há mais tempo de forma a poder usá-lo como instrumento educativo na formação dos meus próprios filhos. Mas fiquei feliz, pois achei que muitos pais fariam uso dele como forma de ensinar aos mais novos como se deve respeitar e aceitar a diferença.

 O segundo passo foi, ao pensar, para mim, quem sou eu para conseguir editar um livro, já que não tinha poder económico para isso, procurei então uma solução, que foi arranjar alguém com a sensibilidade necessária para o assunto, que se disponibilizasse a escrever um prefácio que fizesse a diferença que eu sozinha não conseguia fazer. Consegui-o e aqui fica o meu agradecimento à Dra. Gabriela Moita, a segunda pessoa a acreditar no meu projecto.

 

 O terceiro passo foi começar a enviá-lo para as editoras e rezar para que alguém com a visão necessária, ao tema, lhe desse o devido valor e tivesse até a visão comercial que eu tinha sobre o livro. Ao mesmo tempo que enviava originais para aqui e para ali, procurei, procurei, procurei e tive a certeza de que era o primeiro, não existia nenhum assim neste país, á beira-mar plantado. Sabia que ia ter de esperar… e esperei. 

 

 Enquanto esperava, escrevi mais quatro contos infantis- surgiu a colecção “Ser diferente… é bom”. Continuo á espera…Já berrei, já chorei, já me indignei. Finalmente, ao fim de quase três anos, deixei-me convencer a criar este blog e partilhar convosco as histórias que nasceram de mim. AS HISTÓRIAS QUE NINGUÉM QUIS DAR A LER. 

 

 Nota: Com todo o respeito pela autora, e apenas a título de curiosidade. Foi anunciado, á meia dúzia de dias, que fora publicado o primeiro livro, em Portugal, sobre a monoparentalidade.Fica a esperança de que alguém, um dia, repare na despretensão que tenho em enriquecer o panorama actual da literatura infantil portuguesa.

20 Respostas to “1.O porquê deste blog”

  1. Parabéns! Achei fantástico lutares por um sonho e partires em busca da concretização! Fiquei muito feliz pela esperança que esse teu acto provoca em mim e pode provocar em muitas pessoas! Só esse passo vale muito!!!

    Diz-me uma coisa, os teus livros ainda não foram publicados? É que gostaria tanto de os poder comprar…

    Mais uma vez, obrigada!

  2. Cara Lua,

    quem me dera que pudesses comprar os meus livros… a questão é mesmo essa, eu contactei cerca de 30 editoras. Entre as que nem sequer responderam e as que acusaram a recepção das histórias, e chegaram mesmo a tecer-lhes elogios, a verdade é que só dizem que as agendas das mesmas estão repletas e não é possível a publicação. São coisas que me transcedem, não percebo bem como funcionam as editoras e do pouco que fiquei a perceber as escolhas das publicações pouco têm a ver com agendas ou qualidade das histórias apresentadas. A receptividade que as minhas histórias têm tido junto de várias pessoas, o facto de serem histórias diferentes das muitas que faço questão de ler, nas imensas prateleiras de livros infantis que vou visitando, fazem-me duvidar dos métodos de seleção. Mas não desisti deste sonho! Obrigada pela força.

  3. Querida Sónia,

    Vi que deixaste um raio de sol no meu blog. Obrigada!🙂
    Gostaria de te dizer que uma pessoa especial e amiga (Miguel Gomes – autor do blog Serenismo – tem o link no meu blog) publicou há muito pouco tempo um lindo livro “Para lá do que vejo”.
    Porque não entrar em contacto com ele e perceber os trâmitos que ele percorreu até chegar ao fruto? Queres a minha intervenção?🙂

    Beijinho e tudo de bom!

  4. Amiga Sónia
    Já publiquei dois livros. Num deles apostei numa edição de autor e com a ajuda dos amigos lá consegui não só recuperar a guita que gastei mas também ganhar algum, pouco me importa quanto mas não foi muito. Pago o livro iniciei uma de de loucura e toca a oferecer os restantes exemplares. Pena não ter nenhum para te oferecer mas agora só tenho um exemplar, nº 1 pois numerei metade da edição de 500 exemplares. A minha experiência com editoras é zero senão faria tudo para te ajudar!
    Beijinho
    António

  5. Muito obrigada por me teres visitado num dos meus 5 espaços! Eu não sei escrever contos. Sou demasiado sintética para isso. Tento dizer em poucas palavras o que pode levar anos a ser dito. Sou uma sonhadora e uma sobrevivente! Mais uma vez te agradeço me teres proporcionado conhecer-te um pouco. Um beijo.

  6. Olá Sónia. Agora sim, estou a ler o seu blog e muito admirei as palavras. Vejo que fala em livros de crianças, pois nunca será demais incutir o bom hábito de ler. Sempre desde pequena que gosto de o fazer, faz parte de mim, como tal o mesmo hábito se instalou em casa para com os filhos; nada bem por acaso, pois boas relações se constrói através da leitura, pois o livro de que fala, é uma prova que devemos mostrar a sociedade, bons relacionamentos entre pessoas, não importa a raça ou credo e será desde criança que o devemos fazer. Aqui virei mais vezes, com todo o gosto e estar a par das leituras.
    Abraço e boa semana Lisa

  7. soniapessoa Says:

    Obrigada pela simpatia, espero que se divirta por aqui. Cá e aí nos encontraremos… beijinhos

  8. Querida Sónia é com muito carinho e emoçao que tomo conhecimento do teu blog. Como me sinto feliz por ti, que não esperava ver nestes meandros. Mil parabéns !
    Se te puder ser ùtil , fa-lo-ei. Pelo menos quero comprar todos os teus livros para os meus 5 netos.
    Beijinhos Arminda e Salvador

  9. soniapessoa Says:

    Arminda e Salvador:

    Bem, maior surpresa não podia ter tido hoje. Ler estas palavras remeteu-me a uma infância feliz, uma infância onde somos ainda inocentes e esperamos tudo da vida, tudo de bom pelo menos. Não imaginam a alegria que me deram… não esperava e foi muito bom lembrar-vos, ainda que nunca vos tenha esquecido. Espero que me visitem aqui mais vezes e fica desde já prometida uma visita a Penafiel. Antes disso espero ainda que nos encontremos no lançamento do meu livro em Outubro próximo. Beijinhos para todos e obrigada!

  10. Faz uma edição pessoal com ajuda de blogueiros e amigos!
    Força!🙂

  11. Pretty cool post. I just stumbled upon your blog and wanted to say
    that I have really liked reading your blog posts. Anyway
    I’ll be subscribing to your blog and I hope you post again soon!

  12. thanks !! very helpful post!

    vigrx

  13. Does anyone know where I can find free online grant applications?

  14. Please, can you PM me and tell me few more thinks about this, I am really fan of your blog…

  15. Wow! Thank you! I always wanted to write in my site something like that. Can I take part of your post to my blog?

    rH3uYcBX

  16. Abnops-online Says:

    bom comeco

  17. Maybe you could edit the blog subject title 1.O porquê deste blog Os Livros que Ninguém Quis Dar a Ler to something more suited for your blog post you make. I liked the post nevertheless.

  18. Hello there great article on 1.O porquê deste blog Os Livros que Ninguém Quis Dar a Ler , do you have rss feed so I can get for your website? Kary at true protein discount code

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: