Archive for the Palavras Category

Palavras

Posted in Palavras with tags , , on Setembro 25, 2008 by soniapessoa

“Jamais existirá uma pessoa que possua algo além dos seus próprios pensamentos.
Nem as pessoas, nem os lugares, nem as coisas, podem ser possuídos por muito tempo.
Percorremos um troço do caminho com eles, mas, mais cedo ou mais tarde, todos teremos de tomar posse dos nossos verdadeiros bens – as nossas experiências de vida e pensamentos – e seguir caminho por solitárias veredas”

Richard Bach

surrupiado do cantinho da Cristina, e lá lemo-lo ao som desta música que fica também aqui:

Palavras

Posted in Palavras with tags , on Setembro 21, 2008 by soniapessoa

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços…

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca… o eco dos teus passos…
O teu riso de fonte… os teus abraços…
Os teus beijos… a tua mão na minha…

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca…
Quando os olhos se me cerram de desejo…
E os meus braços se estendem para ti…

Florbela Espanca

Palavras

Posted in Palavras with tags , , on Agosto 23, 2008 by soniapessoa

Um jantar à luz das velas.

Uma mesa, duas cadeiras,

uma vela ao centro,

tudo a condizer,

milimetricamente colocado,

uma esperança, um desejo arrumado,

uma ilusão, desespero…

Fico sentada,

a luz apagada, a porta fechada,

o silêncio na rua,

a escuridão lá fora…

alguém que foi embora,

sem nunca ter chegado a estar…

Um jantar à luz das velas,

cansado de esperar.

 

Foto de Rodrigo Mizumoto

David Fonseca (clicar em baixo)

http://www.youtube.com/watch?v=rF6NqrbiyPM

Palavras

Posted in Palavras with tags , , on Agosto 12, 2008 by soniapessoa
Ha palavras que nos beijam como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.
Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto;
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.
De repente coloridas
Entre palavras sem côr,
Esperadas inesperadas
Como a poesia ou o amor.
(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído
No papel abandonado)
Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

Alexandre O’Neill

poema retirado do cantinho Minha Força

Palavras

Posted in Palavras with tags on Julho 23, 2008 by soniapessoa

Eu amo as palavras,

porque dizem o que sinto,

falam do que gosto,

e do que não gosto também.

Há palavras que nos tocam,

que nos beijam e confortam,

palavras que nos seduzem,

que nos fazem tanto bem.

Palavras que eu entendo,

que eu ouço, mais ninguém.

Palavras que são minhas, de todos,

mas que uso só para mim

e partilho quando quero.

Sou dona das palavras, que são minhas,

que eu invento, na ordem que me apetece,

com um sentido só meu,

mas que tu tão bem conheces…

Palavras…

Posted in Palavras with tags , on Julho 16, 2008 by soniapessoa

Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem,
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: «Fui eu?»
Deus sabe, porque o escreveu.

Fernando Pessoa

imagem surrupiada ao amigo António

Palavras…

Posted in Palavras with tags , on Julho 13, 2008 by soniapessoa

” Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
 
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo…”
Fernando Pessoa

 *Algures na net...

 

Palavras

Posted in Palavras with tags , , on Junho 23, 2008 by soniapessoa

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p’ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar…

Fernando Pessoa

Josh Groban (clicar em baixo)

http://www.youtube.com/watch?v=ls7ila3srzI

Palavras

Posted in Palavras with tags , , , on Junho 20, 2008 by soniapessoa

Súplica

Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

 

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria…
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.

Miguel Torga