Arquivo de Maio, 2009

Números…

Posted in Uncategorized with tags , , on Maio 30, 2009 by soniapessoa

Em 2008 havia 27,765 crianças, em risco, referenciadas pela Comissão de Protecção de Menores, das quais 2,591 são estrangeiras… números… assustadores!

Anúncios

Eu já assinei

Posted in Uncategorized on Maio 29, 2009 by soniapessoa

Esta petição  parece-me pertinente. Foi lançada no blog do Jorge, a propósito do errado que é deixar crianças mais de seis meses nas chamadas famílias de acolhimento. As famílias de acolhimento são, ou devem ser, soluções temporárias, e devem por isso acolher as crianças por curtos períodos de tempo. Decorrido esse tempo, as crianças devem ser alvo de um projecto de vida, que inclua a adopção. O caso da Alexandra, da Esmeralda, são exemplos de como perpetuar essa estada pode acabar mal… e quando acaba mal, quem sofre é mesmo, e sempre, a criança.

Sejamos, por isso, conscientes, assinem aqui:

http://www.gopetition.com/online/28059.html

Ainda o caso da menina russa

Posted in Uncategorized with tags , on Maio 29, 2009 by soniapessoa

O juiz do Tribunal da Relação de Guimarães falou hoje pela primeira vez sobre a decisão de devolver Alexandra à mãe biológica. Gouveia Barros admitiu que se sentiu «perturbado, incomodado e surpreendido» com as imagens divulgadas em que a menina russa aparece a levar palmadas da mãe, mas não está arrepndido da decisão que tomou, e nem essas palmadas o levariam a agir de forma contrária.

Mas alguém esperaria que este senhor dissesse o contrário? Alguém esperaria que esta alma não se regesse apenas pelas regras do
Direito, pelas leis jurídicas, pelos papéis que que lhe metem à frente dos olhos?… Alguém esperaria que esta alma, agisse de acordo com o bom senso, a experiência de vida, o óbvio que todos vemos, menos ele?… Onde esteve Natália durante os últimos quatro anos de vida desta menina?…  Ó Sr., Juiz, francamente! Todos nós erramos e não é fraqueza nenhuma admiti-lo…

Quero apenas fazer uma ressalva… a minha opinião sobre o caso, nada tem a ver com o facto, que o Jorge no seu cantinho bem defende, de Alexandra ter sido entregue à família de acolhimento por um amigo da mãe biológica, e não pela Segurança Social, como deveria acontecer… sobre este assunto, também eu concordo que se deve estar dentro da lei, e não à margem desta. Mas, na verdade, eu olho aos interesses da criança, e os interesses de Alexandra não eram os de seguir viagem para a Rússia.

Escandaloso, intolerável…

Posted in Uncategorized with tags , , on Maio 27, 2009 by soniapessoa

Imagens de um canal de televisão russo mostram Natália – a mãe biológica da menina russa – a bater na filha em fente aos jornalistas.

ESTOU CHOCADA, INDIGNADA, INCRÉDULA, ESCANDALISADA, REVOLTADA, PIURÇA!… E TRISTE…

Voltei…

Posted in Uncategorized on Maio 25, 2009 by soniapessoa

Ok, eu prometi que viria aqui falar sobre este, na verdade, pequeno, intervalo… o meu marido acha até que foi bem grande, pois nunca me viu tanto  tempo “calada”… eu já aqui disse algumas vezes que acho que não pertenço a este mundo, mas a verdade é que já cá ando há tempo suficiente para me ter habituado a ele… a verdade também é que me recuso a fazê-lo… é uma luta interior…  e é verdade também que a consequência dessa recusa faz com que me desiluda muitas vezes, me entristeça muitas vezes, sofra muitas vezes, porque ainda não descobri uma forma de defesa eficaz contra isso… ando à procura, devagar, que isto de aprender a desprezar o que/quem não nos merece não se faz de um dia para o outro…

Há uns dias atrás sofri (mais) uma desilusão… grande…. foi forte, confesso… doeu como um raio, e foi nessa altura que me apeteceu desistir de tudo… tipo: “não é preciso deixar de respirar para morrer”… tipo… ok, continuo a levantar-me de manhã, levo os miúdos à escola, faço o almoço, o lanche, o jantar, e vou o mais rápido que possa para a cama… o dia passa assim depressa, as semanas, os meses, a vida…

… quem me conhece bem, não me deu grande crédito… riu-se de mim, afagou-me o cabelo, deu-me um beijo, um mimo, mostrou-me num olhar que eu nunca, nunca, serei capaz de viver (existir) assim… porque amo a vida para além da desilusão que tenho dela…

… quem, não me conhece, mas, me sente bem, não sei se me deu algum crédito, mas mostrou-me, num mail, num comentário, num telefonema, que esperava por mim… obrigada Jorge (nunca esquecerei o teu gesto), Cátia (perdoa-me amiga os telefonemas que não atendi), Fátima, Pedro, André, Lídia, Rosa, Maria João e Bruno, Margarida… afinal voltei depressa, não posso estar longe de vós quando vos sinto tão perto…

… recomposta? Seguramente que não, mas viva… VIVA!

Porque rir continua a ser um bom remédio…

Posted in Uncategorized on Maio 25, 2009 by soniapessoa

Todos nós temos momentos menos bons na vida, mas, apesar de tudo, considero sempre bom sinal quando no meio desses momentos não perdemos a capacidade de rir… hoje tive um desses momentos, que me apetece partilhar convosco.

Estava a ver televisão, para distrair o tempo, quando no programa Fama Show, da Sic, passava uma reportagem sobre os Globos de Ouro. Entrevistas para aqui, entrevistas para ali, sorrisos para cá, histerismos para lá, perguntava a entrevistadora a Bárbara Guimarães: “o que achou da Gala deste ano?”. Resposta: “Muito emotiva”… tem razão sim senhora, a Dona Bárbara Guimarães, e eu posso afiançar-vos isso mesmo… porque assisti à Gala (coisas que normalmente fazemos quando andamos deprimidos… a isso chama-se autoflagelação) e contabilizei as lágrimas vertidas… ah, e das vezes que fui à casa de banho, deixei o meu mais novo a contá-las. Ora, todas essas lágrimas de emoção, contadas a dobrar, já que repetiram a gala este fim-de-semana, merece por si só um globo de ouro, que eu atribuo à Sic pelas lágrimas vertidas… se todas eram sinceras, isso já não sei, mas também não interessa nada!

Cerimônia será transmitida ao vivo em janeiro de 2010

Obrigada

Posted in Uncategorized on Maio 25, 2009 by soniapessoa

Este mini post serve apenas para dizer, que vos deixei uma mensagem no post “Intervalo” que escrevi há uns dias… mais uma vez, sem citar nomes, vocês sabem quem são, obrigada!