Coisas que quero contar…

A Paola escreveu assim no blog dela:
“ser

encontro pessoal

 

 

Virtual é um adjectivo que se diz na possibilidade. E a hipótese não existe. Cambaleia num se apinhado de condições. Tão-somente uma faculdade. Sem exercício verdadeiro. Sem efeito efectivo.

 
Virtual é um adjectivo que edifica imagens. E os rostos não existem. Surgem desfocados por prolongamentos imaginados. São construções de areia desmoronados pelo ritmo das marés. Silhuetas desenhadas a carvão na opacidade da configuração. Representação abstracta da relação.
 
Virtual não é fantasia sempre que a realidade se abraça à verdade e a beija com seriedade. É certeza sempre que as palavras não inventam figuras vãs. Por isso, olhei para ti e vi-te. Afinal, tinhas rosto para mim… não te inventei. E as palavras disseram-nos com a mesma franqueza com que colorimos os dias virtuais. Leais como o bote agonizante no rio. Lembras-te?
 
Virtual não é mentira sempre que ser diferente é bom. Eu vi o brilho orgulhoso dos teus olhos… ouvi a harmonia nortenha da tua voz. Descobri-te no vermelho que te ornava. Viste como não me enganei?
 
Os antigos filósofos acreditavam que apenas era verdade o que poderia ser visto, provou-se, no entanto, que não estavam certos. Mas eu, que não percebo nada de Filosofia, dou-lhes razão…
 
Tanto que gostei de vos ter verdade! SóniaJorge… vemo-nos por aqui!”

Depois de me arrepiar e rolar uma lágrima, de alegria, na minha face, escrevi assim no blog dela:

“Paola… digo, sem correr riscos de me enganar, que este foi o texto mais belo que alguma vez li neste mundo virtual. Talvez porque sou personagem desta história, personagem real, não virtual. Seja como fôr, obrigada pelas palavras, deste um novo sentido à palavra amizade, aquela que sem credos, crenças, preconceitos, nasceu de palavras e de um abraço sentido. O brilho que viste nos meus olhos foi o brilho de um sonho concretizado. Este foi um dos dia mais felizes da minha vida e em muito vocês, tu, contribuiram para isso. Obrigada!”

Amanhã de manhã é a apresentação do livro em Braga (11h), com apresentação do Professor Ivo Machado e, à tarde (16h), em Vila Nova de Gaia, com a presença do amigo Luís Castro. Estão todos convidados!

3 Respostas para “Coisas que quero contar…”

  1. Minha querida, Sónia,

    Muito te agradeço o teres deixado que eu te conhecesse … Gostei tanto! E gostei da honra que me deste ao trazeres para aqui um post meu, que apenas dizia a gratidão de vos ter tido ali. Olhos nos olhos, com um abraço apertado.

    Agora vou pedir-te um favor. Posso? Copia o comentário que escreveste para mim… e coloca-o lá. É que não ficou!

    Espero que os teus olhos continuem a brilhar…

    Beijinhos

  2. Sou eu outra vez… é que me esqueci de te contar um segredo. Shiu… Vou falar baixinho… Ontem, numa aula de substituição, pedi aos meninos que dissessem razões para “Ser diferente – é bom” e eles deram… Depois li e conversámos… e eles gostaram!

    Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: