Quando o essencial se perde…

A propósito do vídeo, passado na RTP, sobre a tortura a que um jovem de 16 anos tinha sido submetido em Guantanamo, e que o jornalista Luís Castro colocou no seu blog, Cheiro a Pólvora, eu fiz o seguinte comentário:

“e porque é que ninguém faz nada?… pergunto eu. não fomos todos a correr para o Iraque, porque não corremos todos para Guantanamo?… pergunto eu… ah, ok, esqueci-me do petróleo…”

ao que o Luís me respondeu:

“Sónia,
é pelos últimos recursos naturais à face da Terra que serão travadas as próximas guerras!”

Senti um nó no estômago e fiquei preocupada com o futuro…

 

Resposta a um comentário

Uma resposta para “Quando o essencial se perde…”

  1. Olá!

    Se calhar é mesmo isso. O Homem destrói os recursos naturais e depois morrerá e matará por eles. É um dos males do nosso século XX/XXI. Somos mesmo ruins…

    Bjo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: