Correr atrás…

Quantos de nós já não nos sentimos tentados em correr à procura do fim do arco-íris?!

Sempre que o vejo, penso nisso. Em procurar o sítio, o local exacto onde ele acaba… não pelo pote de ouro, mas pela simples curiosidade de saber onde acaba o seu fim, em que pedaço de terra tocam todas aquelas cores magnifícas. Ao mesmo tempo, o desafio de saber que isso é algo inalcansável faz-me pensar em como tudo neste mundo é feito de forma perfeita… muitas das coisas mais belas da vida são, para o homem, intocáveis… o arco-íris, o nascer e o pôr do sol, o luar,a linha do horizonte… são coisas apenas alcançadas pelo nosso olhar. Esses são os verdadeiros potes de ouro, e é bom saber que estão longe das mãos que, apesar de terem poder para mudar o mundo para melhor, são as mesmas mãos que muitas vezes o destroem.

Por isso, fico feliz por não poder encontrar o fim do arco-íris, nem eu… nem ninguém.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: